Fundo
Terça-feira, 20 de Novembro de 2018
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store
Data comemorativa do dia 11 de julho
Dia Mundial da População
Dia Mundial da População
Freeimages

A população mundial é de cerca de seis bilhões de habitantes. A densidade demográfica ou população relativa é representada pelo número de habitantes existentes por km2.

Costuma-se dizer que as áreas terrestres são ecumênicas - quando são favoráveis à ocupação humana, apresentando condições de excelência, como os climas temperados oceânicos, as planícies aluviais, os solos férteis - e anecumênicas - quando dificultam a ocupação humana, apresentando condições negativas, como os desertos e os polos.

Entretanto, a distribuição desigual da população terrestre deve-se menos aos fatores naturais e mais aos históricos e econômicos - quando, por exemplo, uma determinada área que atrai mais população é valorizada, torna-se mais populosa que outra. Além disso, a modernização acarretada pela revolução tecnocientífica está superando as adversidades físicas do planeta, criando novas formas de transportes que facilitam a conquista de novos espaços.

Essa desigualdade da população relativa do planeta está relacionada, também, ao processo de crescimento diferencial da população na Terra. Como exemplo disso, pode-se citar a Europa, que duplicou sua população de 1860 a 1960, enquanto a América do Sul duplicou nos últimos trinta anos.

Quando grupos humanos migram, ocorre um processo de ocupação, povoamento e organização do espaço geográfico. No local de destino desses grupos pode haver outros povos. Quando se efetuam contatos entre povos, simplesmente os grupos migrantes se adaptam ao novo meio social, se entrosam e há uma miscigenação étnica e cultural.

A população é dividida em três faixas etárias: jovem (até l9 anos); adulta ou madura (de 20 a 59 anos de idade); senil, velha ou idosa (após 60 anos).

A distribuição da renda nacional é importante na análise da estrutura de uma população, que apresenta uma divisão em classes sociais e mobilidade social tanto maior quanto mais dinâmica e rica for a sociedade. Nos países desenvolvidos, as lutas sindicais, a legislação social, a rede de assistência hospitalar e as oportunidades educacionais redistribuíram mais equitativamente a renda nacional. Nos subdesenvolvidos, porém, a distribuição de renda é injusta; a elite está mais voltada aos interesses do mercado externo do que à melhoria do poder aquisitivo dos trabalhadores.

A urbanização representa o processo de crescimento da população nas cidades. Adota-se um estilo de vida diferente, induzido pela industrialização, pelas novas tecnologias de comunicação e consumo, e impõe-se a instalação de novos equipamentos como saneamento, comércio, ruas, transportes etc numa área.

De acordo com a ONU, no início do século XXI, 21 cidades apresentarão uma população superior a dez milhões de habitantes. Dessas cidades, 17 estarão nos países subdesenvolvidos, sem infra-estrutura atual para atender seus habitantes. Devido a isso, são chamadas de "megalópoles", como as dez maiores do mundo: Tóquio, Bombaim, São Paulo, Xangai, Nova York, Cidade do México, Pequim, Jacarta, Lagos (antiga capital da Nigéria) e Los Angeles.

Retirado do livro: 'Datas Comemorativas cívicas e históricas', Paulinas Editora.