Fundo
Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 15/04/2019

Semana Santa - Ano C - Roxa
1ª Leitura: Is 42,1-7 Salmo: Sl 26(27) - O Senhor é minha luz e minha salvação!
evangelho
A casa encheu-se do aroma do perfume - Jo 12,1-11

Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi a Betânia, onde morava Lázaro, que ele tinha ressuscitado dos mortos. Lá, ofereceram-lhe um jantar. Marta servia, e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele. Maria, então, tomando meio litro de perfume de nardo puro e muito caro, ungiu os pés de Jesus e os enxugou com os cabelos. A casa inteira encheu-se do aroma do perfume. Judas Iscariotes, um dos discípulos, aquele que entregaria Jesus, falou assim: “Por que este perfume não foi vendido por trezentos denários para se dar aos pobres?” Falou assim, não porque se preocupasse com os pobres, mas porque era ladrão: ele guardava a bolsa e roubava o que nela se depositava. Jesus, porém, disse: “Deixa-a! Que ela o guarde em vista do meu sepultamento. Os pobres, sempre os tendes convosco. A mim, no entanto, nem sempre tereis”. Muitos judeus souberam que ele estava em Betânia e foram para lá, não só por causa dele, mas também porque queriam ver Lázaro, que Jesus tinha ressuscitado dos mortos. Os sumos sacerdotes, então, decidiram matar também Lázaro, pois por causa dele muitos se afastavam dos judeus e começaram a crer em Jesus.

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

Nesta Semana Santa, somos convidados a parar um pouco e pensar nos acontecimentos que marcaram a vida de Jesus antes de sua morte e procurar o sentido da Paixão e Morte de Jesus em nossas vidas. Por isso, pedimos as luzes do Espírito Santo: Senhor Jesus, dá-me um coração simples para compreender a riqueza de ensinamentos escondida em tua Palavra. Envia teu Espírito Santo para que eu não tenha medo de escutá-la e vivê-la conforme a tua vontade. Que a Palavra transforme o meu coração através da fé e confiança que eu deposito em ti. Amém.

Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? Leia-o e procure perceber o contexto do relato: lugares, pessoas, acontecimentos... Quais são as palavras ou gestos de Jesus? Qual é o tema que perpassa a narrativa?
“A unção em Betânia é interpretada pelo próprio Jesus como antecipação simbólica de sua morte. Para Jesus, é a última semana de sua vida terrestre. Lázaro, Marta e Maria são amigos de Jesus; é na casa deles que Jesus para antes de entrar na sua paixão e morte, em Jerusalém. A refeição na casa dos amigos é sinal de comunhão, e a evocação do episódio de Lázaro indica que se trata, também, da alegria da vida recebida como dom. A unção, Jesus mesmo a interpreta como uma antecipação de sua sepultura. Morte e vida nova são uma prolepse do mistério pascal de Jesus Cristo. Judas é o personagem que entra na história como contraste de todo o acima dito. É tratado negativa e duramente pelo narrador como sendo traidor e ladrão. Mas há outro traço de Judas: ele é incapaz de reconhecer e acolher um gesto de pura gratuidade. Talvez isso o tenha feito traidor. Quem não ama verdadeiramente, não conhece a alegria da fidelidade e da lealdade. Quem não é capaz de gestos de gratuidade não é, igualmente, capaz de amar; quem não é capaz de verdadeiro amor, não busca senão o seu próprio interesse, abrindo, assim, a possibilidade de trair, inclusive, o Senhor da vida” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim, hoje? Como compreendo a acolhida de Jesus na casa de Lázaro, Marta e Maria neste momento de sua vida? O que diz para mim o gesto de Maria? Quais sentimentos o texto despertou em mim?
“A unção que Maria realiza em Jesus aponta para sua morte. É um sinal de que o fim estava se aproximando. O Cordeiro estava sendo ungido para o sacrifício, afinal, faltavam seis dias para a Páscoa. O unguento chamado ‘nardo’ é uma essência oleosa extraída de uma planta da Índia e de suas raízes, que tem uma fragrância muito agradável. Nos tempos bíblicos, era importado em frascos de alabastros. Maria deu o que de melhor ela podia para agradar a Jesus. Aí está uma atitude que deve ser imitada por todos nós: para Deus, sempre o meu melhor. Não importa quanto isso custe. Hoje, esse perfume é a nossa vida doada por amor a Deus e ao próximo. Será que não estamos dando para o Senhor as nossas migalhas?” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)

A Paixão, o sofrimento e a morte de Jesus continuam presentes na humanidade. Através dos sofrimentos, os homens estão unidos a Jesus e em Jesus participam da salvação que ele veio nos trazer com a morte na cruz. Rezemos hoje, além das nossas orações pessoais, pelas pessoas que sofrem, pelos que carregam pesadas cruzes todos os dias, pelos que padecem, pelos que são condenados a viver sem dignidade, sem esperança, sem trabalho, sem amor...

Contemplação (Vida e Missão)

Como desejo viver a Semana santa? Qual atitude me proponho a viver no dia de hoje?

Bênção

- Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
- Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas

Em Betânia, numa refeição, seis dias antes da Páscoa, Maria, irmã de Lázaro, prepara o corpo de Jesus para a sepultura. Ele o unge com um perfume de nardo puro e caro. O bom aroma da vida e da ressurreição enche toda a casa. Lázaro, recém-saído do sepulcro, lá estava. No seu túmulo, o odor foi de decomposição. A morte parecia ter vencido. Aqui, o aroma é perfumado. A vida está vencendo, embora a luta com as forças da morte continue em ação. Os sumos sacerdotes decidiram também matar Lázaro. Parecem não estar interessados em nenhuma ressurreição, nem na passageira, de Lázaro, nem na definitiva, de Jesus.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.