Fundo
Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 24/08/2019

São Bartolomeu, festa - Ano C - Vermelha
1ª Leitura: Ap 21,9b-14 Salmo: Sl 144(145) - Que teus fiéis manifestem aos homens os teus prodígios.
evangelho
Encontramos Jesus! - Jo 1,45-51

Filipe encontrou-se com Natanael e disse-lhe: “Encontramos Jesus, o filho de José, de Nazaré, aquele sobre quem escreveram Moisés, na Lei, bem como os Profetas”. Natanael perguntou: “De Nazaré pode sair algo de bom?” Filipe respondeu: “Vem e vê!” Jesus viu Natanael que vinha ao seu encontro e declarou a respeito dele: “Este é um verdadeiro israelita, no qual não há falsidade!” Natanael disse-lhe: “De onde me conheces?” Jesus respondeu: “Antes que Filipe te chamasse, quando estavas debaixo da figueira, eu te vi”. Natanael exclamou: “Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel!” Jesus lhe respondeu: “Estás crendo só porque falei que te vi debaixo da figueira? Verás coisas maiores que estas”. E disse-lhe ainda: “Em verdade, em verdade, vos digo: vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem!”

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

Memória litúrgica de São Bartolomeu, apóstolo de Jesus. Que a Palavra de Deus que vem a nós no dia de hoje nos encoraje na vivência do nosso Batismo, para que fiquemos, assim, comprometidos com a construção do Reino. Peçamos: “Despertai-nos, ó Deus, para o seguimento de vosso Filho, como o seguiram fielmente os Apóstolos. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? Qual é o contexto da narrativa? Quais palavras ou frases mais chamaram sua atenção durante a leitura? Qual é a mensagem central do texto? Quais são as palavras ditas por Jesus? Qual a sua interpretação da exclamação de Filipe: “Encontramos aquele de quem Moisés escreveu na Lei, e também os profetas: Jesus de Nazaré, o filho de José”.
“Depois do prólogo, desencadeia-se uma sucessão de testemunhos em que um remete ao outro: João Batista (1,19-36), os dois discípulos de João, um dos quais André, irmão de Simão, e Filipe. Tudo se passa em quatro dias. Desse modo, é constituído o grupo inicial dos discípulos de Jesus. Nosso episódio se situa no quarto dia: encontro de Jesus com Filipe, encontro de Filipe com Natanael e encontro de Natanael com Jesus. Jesus mostra que conhece Natanael: ‘Eis um verdadeiro israelita, em quem não há fingimento’. ‘De onde me conheces?’, diz-lhe Natanael. A resposta de Jesus: ‘Antes que Filipe te chamasse, quando estavas debaixo da figueira, eu te vi’. Essa afirmação de Jesus nos faz lembrar do Salmo 139(138): ‘Senhor, tu me sondas e me conheces. Tu me conheces quando me assento ou me levanto...’. O Senhor vê muito além da aparência; ele vê o coração. O encontro com Jesus suscita em Natanael a fé: ‘Rabbi, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel’. Jesus abre os olhos e o coração de Natanael para o futuro: a fé em Jesus, Messias, deve passar pela provação da paixão e da morte, tida no evangelho segundo João como a glorificação do Filho de Deus, para chegar ao dia do sol, ao dia da Ressurreição” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

“Quem um dia se encontrou com Jesus ou encontrou Jesus não consegue guardar para si essa descoberta. Encontrá-lo é mudar de vida. Filipe vai ao encontro de Natanael para dizer de sua descoberta: ‘Encontramos Jesus, de quem fala a lei e os profetas’. Não havia dúvida no coração de Filipe: ‘Ele é o Senhor!’. Natanael, preconceituoso, não hesitou em dizer: ‘De Nazaré pode sair algo de bom?’. Era preciso que seus olhos percebessem: ‘Vem e vê!’. A atitude de Natanael retirou um elogio de Jesus: ‘Nesse homem não há falsidade’. Surpreso, Natanael pergunta: ‘De onde me conheces?’. A resposta é fantástica: ‘Antes que Filipe te chamasse, eu te vi’. O olhar de Jesus nos alcança bem antes de o termos visto” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer ao Senhor? Faça a sua oração, mantendo em mente suas intenções e as intenções do povo, pois são muitas as realidades que precisam de nossa oração. Lembre-se de que o Senhor acolhe você e tudo aquilo que lhe é apresentado na oração.

Contemplação (Vida e Missão)

Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra? O que o Evangelho o(a) levou a experimentar? Qual nova atitude você deseja viver neste dia?

Bênção

- Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
- Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas

Bartolomeu, também chamado de Natanael, nasceu em Caná da Galileia. Depois da Ascensão do Senhor, pregou na Índia, chegando até as regiões do Cáucaso, onde foi martirizado. Segundo a tradição, foi esfolado vivo. Na Capela Sistina, na pintura que o retrata, ele segura a própria pele na mão esquerda e na direita o alfanje com que foi supliciado. Era um israelita observante e conhecia as Escrituras. Seu amigo, Filipe, quando lhe comunicou o encontro que tivera com Jesus, não lhe disse “encontramos o Messias”. O que disse só podia ser compreendido por quem conhecia a Bíblia: encontramos aquele sobre quem Moisés e os profetas escreveram. Quem é? Pergunta Natanael. Resposta: “É Jesus, o filho de José, de Nazaré”. Então Natanael reage: “De Nazaré não sai coisa boa! E o Messias não vem da Galileia”. Quando Bartolomeu percebe que Jesus o conhece, deixa de lado a sua segurança e professa a fé.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.