Fundo
Domingo, 28 de Maio de 2017
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 28/05/2017

Ascensão do Senhor, solenidade - Ano A - Branca
1ª Leitura: At 1,1-11 Salmo: 47(46) - Deus subiu por entre aclamações. 2ª Leitura: Ef 1,17-23
evangelho
Eis que estou convosco todos os dias... - Mt 28,16-20

"Os onze discípulos voltaram à Galileia, à montanha que Jesus lhes tinha indicado. Quando o viram, prostraram-se; mas alguns tiveram dúvida. Jesus se aproximou deles e disse: “Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações, e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-lhes a observar tudo o que vos tenho ordenado. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos”."

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

Celebramos hoje a Solenidade da Ascensão do Senhor. Subindo ao céu, Jesus nos garantiu o envio do Espírito Santo. Com fé celebremos a liturgia deste dia especial e abramos o nosso coração para a escuta da Palavra.

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? Qual é o contexto da narrativa? Quais são os personagens? Qual é o ensinamento de Jesus? Quais são as orientações de Jesus aos discípulos?
“A solenidade da Ascensão do Senhor coroa todo o projeto missionário de Jesus. Com esta festa, aguardamos a descida do Espírito Santo na festa de Pentecostes. Duas solenidades complementares! O mandato missionário, exortação final do Senhor, é a síntese de toda a sua catequese junto aos discípulos: ‘Ide fazer discípulos entre todas as nações!’. A promessa do Senhor é a certeza de que ele caminha com a comunidade: ‘Estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos!’. A Ascensão é a Festa da Comunicação, do encontro e do diálogo entre o humano e o divino, do cumprimento da Aliança de relacionamento entre Deus e aqueles que o reconhecem como Deus. Jesus, Comunicador do Pai, nos ajude a ser comunicação!” (Viver a Palavra 2017, Paulinas).

Meditação (Caminho)

O que o texto me fala? Que luz Jesus me revela, com sua pessoa e sua mensagem? De que maneira esta passagem me compromete? O que ela está me pedindo?
“Para acolher o Espírito Santo é preciso deixá-lo agir livremente. É preciso humildade verdadeira e acolhimento na fé. A ação do Espírito de Deus, mesmo quando repercute nas obras e nos projetos humanos, dirige-se ao coração do homem para libertá-lo, abrindo caminho para o amor”. (Do livro: Ele está no meio de nós, Paulinas).

Oração (Vida)

Espírito Santo, que reinais nos céus, sois nossa força! Espírito de verdade, presente em toda parte, plenificando o universo, tesouro de todos os bens e fonte de vida, vinde habitar em nossos corações! Libertai-nos de toda culpa, e conduzi-nos, por vossa bondade, à salvação. Na força de vosso amor, uni todos os que creem em Cristo! Santificai-os com o fogo de vosso amor. Deus santo, Deus forte, Deus imortal, tende piedade de nós! Curai nossas feridas, por amor de vosso nome, e recebei-nos, enfim, no vosso Reino. Amém.

Contemplação (Vida e Missão)

De que forma a Palavra de Deus estará presente neste meu dia? O que desejo colocar em prática, segundo os ensinamentos de Jesus?

Bênção

- Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Equipe de Redação Paulinas Internet

"A primeira vinda de Jesus foi na pobreza de Belém. Na vinda definitiva, ele virá como o Senhor da glória. Enquanto ele não vem, trabalhamos em favor do Reino. Ao subir ao céu, garantiu que ficaria conosco até o fim dos tempos e nos enviaria outro Consolador, o Espírito Santo. Trabalhamos com a certeza da vitória porque a sua ascensão já é a nossa vitória. Sendo verdadeiro Deus e verdadeiro homem, introduziu no mundo de Deus a nossa natureza humana. Nele, nós já estamos lá. Nossa humanidade está junto do nosso Deus. Nossos corações se voltam para o alto descortinando o horizonte que nos espera. Vendo pela fé o invisível, administramos com equilíbrio e coragem as coisas visíveis. Adquirimos o bom senso do Espírito, que nos permite discernir o que é melhor em cada decisão a ser tomada. Na ascensão do Senhor nossa vida se renova e tem sentido.
Jesus foi levado ao céu à vista dos seus apóstolos e discípulos. Uma nuvem o envolveu e não o viram mais. Aparecem então dois homens vestidos de branco, que perguntam por que os discípulos estão ali, parados, olhando para o céu. Depois da sua ressurreição, Jesus ficou ainda quarenta dias com os discípulos, instruindo-os sobre o Reino de Deus. Antes de partir, fez com eles uma refeição e lhes deu suas últimas recomendações: “Fiquem em Jerusalém e esperem a vinda do Espírito Santo”. Os discípulos não entendiam bem o que Jesus lhes dizia nem compreendiam tudo o que estava acontecendo. Jesus lhes falara do Reino, mas o reino que eles esperavam era o de Israel, por isso perguntaram a Jesus: “É agora que o senhor vai restaurar o reino para o povo de Israel?”.
A carta aos efésios não descreve a ascensão de Jesus, mas diz que Deus manifestou a sua força quando o ressuscitou e o fez sentar-se à sua direita nos céus. Sentado à direita do Pai, ele está acima de tudo e é agora a Cabeça da Igreja, o seu corpo.
São Mateus também não fala da ascensão de Jesus. Ele termina o seu Evangelho com as últimas recomendações de Jesus e uma rápida despedida. Jesus ressuscitado está na Galileia. Muitos discípulos ainda não o tinham visto e, como não inventaram a ressurreição, duvidavam se era ele mesmo. Jesus lhes diz com firmeza: “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Vão pelo mundo afora e façam discípulos meus todos os povos, batizem em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo e ensinem o que eu ensinei”. E ele promete estar conosco todos os dias, até ao fim do mundo."

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas.