Fundo
Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 10/10/2019

27ª Semana do Tempo Comum - Ano C - Verde
1ª Leitura: Ml 3,13-20a Salmo: Sl 1 - Feliz quem não segue os conselhos dos maus.
evangelho
Para quem bate, a porta será aberta - Lc 11,5-13

E Jesus acrescentou: “Imaginai que um de vós tem um amigo e, à meia-noite, o procura, dizendo: ‘Amigo, empresta-me três pães, pois um amigo meu chegou de viagem e nada tenho para lhe oferecer’. O outro responde lá de dentro: ‘Não me incomodes. A porta já está trancada. Meus filhos e eu já estamos deitados, não posso me levantar para te dar os pães’. Digo-vos: mesmo que não se levante para dá-los por ser seu amigo, vai levantar-se por causa de sua impertinência e lhe dará quanto for necessário. Portanto, eu vos digo: pedi e vos será dado; procurai e encontrareis; batei e a porta vos será aberta. Pois todo aquele que pede recebe; quem procura encontra; e a quem bate, a porta será aberta. Algum de vós que é pai, se o filho pedir um peixe, lhe dará uma cobra? Ou ainda, se pedir um ovo, lhe dará um escorpião? Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do céu saberá dar o Espírito Santo aos que lhe pedirem!”

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

O amor infinito de Deus ultrapassa nossa compreensão, contudo, sabemos pela palavra de Jesus, e por nossa experiência, que seu amor é misericordioso e paternal. Coloquemo-nos na sua presença como filhos amados: “Senhor, em vosso coração de Pai e amigo coloco minha vida e a de meus irmãos. Que vossa bondade nos acompanhe e nos dê perseverança e fidelidade na resposta ao vosso amor. Por isso, pedimos com insistência que vosso ouvido não se canse de nos ouvir, mesmo quando não sabemos como pedir. Dai-nos vossa força e proteção de Pai e amigo. Não nos deixeis cair na tentação do desânimo ou cansaço. Não importam nossas incertezas e fragilidades, importa, sim, a certeza de podermos contar com vossa presença amorosa. Confirmai-nos nessa aliança amiga.”

Leitura (Verdade)

O que esta história nos ensina? Teria nosso Deus a coragem de nos enganar? Ele se apresenta como amigo e pai amoroso porque nossa confiança nele, por vezes, é tão fraca? Como esse texto ilumina sua conduta?

Meditação (Caminho)

Refletir sobre como nos dirigimos a Deus em nossas preces é um bom começo para que nossos pedidos cheguem ao seu coração. “Para mostrar a eficácia da oração, Jesus lança mão da figura de um amigo inoportuno que acorda o vizinho em plena noite. Ele não tem alternativa para sua necessidade e por isso não aceita o primeiro não. Deus é um pai carinhoso que abre sua porta a qualquer momento e até oferece seus dons antes que os peçamos. Às vezes nos queixamos porque Deus ‘não ouve’ nossos pedidos. Deus sempre ouve e sempre atende a nossos pedidos. Não exatamente o que pedimos, mas o que mais precisamos. Santo Agostinho aponta três motivos pelos quais nossos pedidos não são atendidos: porque somos maus, porque pedimos mal ou porque pedimos coisas más. E se não somos atendidos, vamos continuar batendo à porta da casa do Pai” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)

“Senhor, carregamos dentro de nós o sonho de uma vida feliz. Diariamente procuramos reunir forças para que este sonho se torne realidade, não importando quando. No entanto, Senhor, nossas limitações e a falta de paciência nos incomodam. E tantas vezes desanimamos, pensamos em desistir de lutar, não conseguimos alcançar o ideal que buscamos. Que desde já possamos sentir a felicidade acontecendo, pois a felicidade não é para o final do caminho, ela deve ser companheira de caminhada. Que vossa presença nos faça felizes em cada etapa da vida. Amém” (Jaime Bettega).

Contemplação (Vida e Missão)

Qual apelo a Palavra de Deus despertou em seu coração? Pense em uma ação concreta e procure torná-la realidade neste dia. Conte com a graça de Deus.

Bênção

- Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
- Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas

Jesus nos ensinou a rezar o Pai-Nosso. Em seguida nos contou essa pequena história de dois amigos. Um pede ao outro pães emprestados. Já era tarde, o amigo insiste em seu pedido, o outro o atende, mais para se ver livre do que pela amizade. Jesus então conclui com uma ordem em três tempos: peçam, procurem e batam. Batam que a porta será aberta, procurem e acharão, peçam e serão atendidos. Dois exemplos: um filho pede peixe, o pai lhe dá uma cobra? Ou pede ovo, e ganha um escorpião? Conclusão final: nós somos maus e damos coisas boas aos nossos filhos. Deus que é bom dará o Espírito Santo a quem pedir. São Mateus diz que Deus dará coisas boas. Para São Lucas, Deus não dá coisas. Ele dá o Espírito Santo, com o qual, impulsionados pelo amor, encontraremos o que precisamos.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.