Fundo
Domingo, 14 de Agosto de 2022
Paulinas - A comunicação a serviço da vida

Evangelho do dia 05/08/2022

18ª Semana do Tempo Comum - Ano C - Verde
1ª Leitura: Na 2,1.3, 3,1-3.6-7 Salmo: (Sl) Dt 32,35-36 - Eu causo a morte e restituo a vida.
evangelho
Que poderá dar em troca da própria vida? - Mt 16,24-28

Então Jesus disse aos discípulos: “Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar sua vida a perderá; e quem perder sua vida por causa de mim a encontrará. De fato, que adianta a alguém ganhar o mundo inteiro, se perde a própria vida? Ou que poderá alguém dar em troca da própria vida? Pois o Filho do Homem virá na glória do seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta. Em verdade, vos digo: alguns dos que estão aqui não provarão a morte sem antes terem visto o Filho do Homem vindo com o seu Reino”.

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

A caminhada para o seguimento de Jesus implica tomar e carregar com amor nossa cruz. Foi assim que o próprio Filho de Deus fez em sua caminhada terrena. Não somos seguidores de uma celebridade, mas sim de um Servo Fiel que carregou sua cruz até a morte para nos garantir a Vida Verdadeira.

Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)

O Senhor dá valor infinito a todos os nossos sofrimentos e necessidades no presente e no futuro. Seu amor é exigente, sua pedagogia amorosa mesmo quando não entendemos ou gostaríamos que fosse diferente.

Evangelho: Mt 16,24-28 Então Jesus disse aos discípulos: “Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar sua vida a perderá; e quem perder sua vida por causa de mim a encontrará. De fato, que adianta a alguém ganhar o mundo inteiro, se perde a própria vida? Ou que poderá alguém dar em troca da própria vida? Pois o Filho do Homem virá na glória do seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta. Em verdade, vos digo: alguns dos que estão aqui não provarão a morte sem antes terem visto o Filho do Homem vindo com o seu Reino”

“Muita gente pensa que abraçar a fé é livrar-se dos sofrimentos, das provações. O seguimento de Jesus começa pela renúncia do seguimento de si mesmo. E muita gente segue a si mesma, resolve com base em seus próprios critérios, faz o que lhe convém pela própria cabeça ou pela cabeça de outros que a influenciam. Seguir Jesus significa deixar de seguir a própria cabeça para seguir a vontade de Deus. Isso significa ter o Evangelho de Jesus e sua mensagem como norteadores de sua vida. Como ele disse, segui-lo é renunciar a si mesmo e carregar, cada dia, a própria cruz em sua companhia. Na lógica de Jesus, vai ganhar a vida quem perdê-la, isto é, quem viver em adesão à vontade de Deus.” (Viver a Palavra – 2022. Pe. João Carlos Ribeiro - Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Não basta ser católico. É preciso reconhecer Deus em nossas vidas e em nossa realidade, para que possamos viver sua verdade presente no meio de nós.
Jesus não nos ilude: Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e me siga. Sua cruz é vida doada e partilhada para nossa redenção. Há os que perdem tudo, para tudo ganharem. São os santos, são os heróis do Evangelho. Seja você um deles e terá tudo em abundância!

Oração (Vida)

Oração ao Espírito Santo, do papa Paulo VI: “Ó Espírito Santo! Dai-me um coração grande, aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora; fechado a todas as ambições mesquinhas, alheio a qualquer desprezível competição humana, compenetrado do sentido da Santa Igreja! Um coração grande, desejoso de se tornar semelhante ao Coração do Senhor Jesus. Um coração grande e forte, para amar a todos, para servir a todos, para sofrer por todos. Um coração grande e forte, para superar todas as provações, todo tédio, todo cansaço, toda ofensa, toda desilusão. Um coração grande e forte e constante até o sacrifício, quando for necessário. Um coração cuja felicidade é palpitar com o coração de Cristo e cumprir humilde e fielmente a vontade do Pai. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

De que forma a Palavra de Deus estará presente neste seu dia? O que você deseja colocar em prática segundo os ensinamentos de Jesus?

Bênção

O Senhor, Deus de amor e paz, habite em vossos corações, oriente os vossos passos e confirme os vossos corações em seu amor. Vá em paz e seja um mensageiro (a) da Boa Nova.

Ir. Carmen Maria Pulga

Optar por Jesus é um gesto voluntário. Jesus diz: “Se alguém quer vir…”. Essa opção tem seu preço. Ninguém pode decidir seguir sem assumir os compromissos daí decorrentes: a cruz. Pedro tinha uma ideia triunfal do Mestre (Mt 16,22). Nessa perspectiva, segui-lo seria uma maravilha. Quem segue um Cristo glorioso, só pode sonhar com triunfos. Diante da mudança de perspectiva de Jesus (Mt 16,21), também o voluntário Pedro teve de assumir sua cruz, pois seguir alguém que vai ao martírio requer renunciar aos sonhos de vida fácil. Assumir a cruz não é ser masoquista nem buscar o sofrimento, mas é pagar o preço de sua opção. O próprio Jesus não buscou a paixão e morte. Seu projeto era o Reino; porém, diante das forças de oposição, não cedeu. Foi fiel até o fim. Isso lhe trouxe a cruz. Ele poderia ter se esquivado, mas aí teria quebrado a fidelidade ao Reino. O preço da fidelidade foi a cruz. Esse também será o preço para as pessoas que quiserem segui-lo. Quem, ao contrário, pensa seguir o Filho do Homem, mas coloca os próprios interesses no centro da vida, não pode ser um verdadeiro discípulo, pois estaria negando o Reino.

Frei Bruno Godofredo Glaab, ‘A Bíblia dia a dia 2022’, Paulinas.