Fundo
Terça-feira, 22 de Junho de 2021
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store
Data comemorativa do dia 24 de junho
Dia de São João
Dia de São João
Visual Hunt

São João Batista é o santo mais festeiro das comemorações juninas, e sua festa é conhecida e apreciada em todo o Brasil.

A tradição popular diz que Isabel, mãe de São João, era prima da Virgem Maria e prometeu avisá-la assim que a criança nascesse.

Numa noite estrelada, São João veio ao mundo. Para avisar a Virgem, a prima mandou erguer um mastro, na porta de sua casa, e acendeu uma fogueira que o iluminava. Era o aviso combinado.

A Virgem Maria correu logo para visitar Isabel, levando-lhe de presente uma capelinha e um ramo de folhas secas e perfumadas para estofar a caminha do recém-nascido. Por esse motivo, na Festa de São João, é preciso haver um mastro, uma fogueira e uma capelinha.

O Nordeste é a região do País onde há a maior concentração de cidades que se dedicam de forma mais intensa aos festejos de São João, como Caruaru, em Pernambuco, Campina Grande, na Paraíba, e Piritiba, na Bahia. O público que frequenta essas festas cresce a cada ano, e essas cidades recebem milhões de turistas. Os preparativos para a festa começam em meados de maio e se estendem por todo o mês de junho, no qual já se inclui a festa em si.

Adultos e crianças de qualquer crença ou região do País participam dessas festas, nas quais há comidas típicas que enriquecem o folclore brasileiro: cuscuz, pipoca, amendoim torrado, pé de moleque, batata assada, tapioca, canjica, pamonha, milho assado ou cozido, cocada, doce de abóbora com coco, arroz-doce, pinhão assado etc. Como a noite é considerada a mais fria do ano no Brasil todo, as bebidas preferidas são o quentão e o vinho quente com canela.

Balões coloridos são soltos no ar, e os mastros são levantados com cantos, orações e fogos de artifício. Há danças, como a quadrilha, bingos e barracas de jogos, entre outras brincadeiras.

As festas juninas mantêm viva essa tradição, cujo ápice é a Festa de São João.

Retirado do livro: “Datas comemorativas cívicas e históricas”, Paulinas Editora.