Fundo
Domingo, 22 de Maio de 2022
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store
Data comemorativa do dia 24 de janeiro
Dia do Jornalista
Dia do Jornalista
Freepik

O Dia do Jornalista é comemorado em honra de seu patrono, são Francisco de Sales, príncipe de Genebra, que foi sagrado bispo e enfrentou uma dura luta ideológica entre católicos e calvinistas. Em 1594, a pé e sem dinheiro, ele entrou na cidade de Thonon para pregar. Suas palavras, porém, foram recebidas com hostilidade e silêncio.

Francisco redigiu, então, suas conhecidas "Controvérsias", distribuindo-as em forma de fascículos pelas casas da cidade. Dessa forma, ele instituiu as bases da imprensa clandestina, pois onde suas palavras não conseguiam chegar, a palavra impressa chegava.

São Francisco de Sales desempenhou um importante trabalho eclesiástico e cultural e foi nomeado doutor da Igreja. Sua festa é celebrada no dia 24 de janeiro, dia em que se instituiu também o Dia do Jornalista. Pio XI, em uma carta encíclica, o nomeou Padroeiro dos Jornalistas. A determinação dessa data para homenagear os jornalistas transcende o significado religioso e aborda a vida do profissional em total dedicação à verdade e ao amor, semeados em suas matérias espalhadas por jornais, revistas, televisão ou internet.

O compromisso do jornalista, enquanto cientista da informação, é relatar e denunciar fatos ocorridos na sociedade, a serviço do progresso cultural, social, econômico e intelectual de todo ser humano.

É histórico o envolvimento da categoria dos jornalistas com a promoção da qualidade da formação em jornalismo, sobretudo mediante a universidade. A partir de 1900, iniciaram-se as tentativas para que a formação do jornalista se desse por meio do ensino superior. Mas os primeiros cursos só foram implantados na década de 1940. Apenas em 1969 houve a regulamentação da profissão, com a exigência de diploma universitário para o registro profissional.

O jornalista é a testemunha de uma história e, ao mesmo tempo, é quem a registra para figurar na memória da sociedade. Ele é o principal instrumento e mediador para que sejam atendidos e respeitados os direitos à informação, à liberdade de expressão, à comunicação ética realmente voltada ao interesse público, de acordo com a constituição.

Retirado do livro: 'Datas Comemorativas cívicas e históricas', Paulinas Editora.