Fundo
Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 21/11/2020

Apresentação de Nossa Senhora, memória - Ano A - Branca
1ª Leitura: Zc 2,14-17 Salmo: (Sl)Lc 1,46-55 - Bendita sejais, ó Virgem Maria; trouxestes no ventre a Palavra eterna!
evangelho
Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos? - Mt 12,46-50

Enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele. Alguém lhe disse: “Olha! Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar contigo”. Ele respondeu àquele que lhe falou: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” E, estendendo a mão para os discípulos, acrescentou: “Eis minha mãe e meus irmãos. Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

Traçando o sinal da cruz sobre meu corpo eu abro meu ser para a Trindade: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
A liturgia de hoje nos lembra a Apresentação de Nossa Senhora. O Evangelho nos fala da relação familiar que é estabelecida entre Jesus e aqueles que acolhem a sua Palavra. Ele nos diz: “Todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”. Para bem acolher e viver os ensinamentos de Jesus e me tornar intimo(a) com Ele, rezo: “Ave Maria, cheia de graça...”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? Leia o Evangelho que a liturgia recomenda para este dia quantas vezes julgar necessário. Quem é considerado irmão, irmã e mãe de Jesus? Qual é a missão da sua família no mundo? Qual é o ensinamento de Jesus neste Evangelho?

“Celebrada desde o século XIV, a festa da Apresentação de Nossa Senhora realça a primeira doação que Maria fez de si mesma, tornando-se exemplo de toda pessoa que se consagra ao Senhor. Maria fez de si mesma um ofertório a Deus; depois, em novo ofertório, ofereceu seu Filho para a humanidade. Jesus viveu e amou sua família de sangue, mas agora entende que o horizonte precisa alargar-se. A nova família, que abrange os países e os tempos, tem como referência a Palavra e a Vontade do Pai. Nesta família, todos somos irmãos e irmãs, pois temos um só Pai e Jesus é nosso irmão. A salvação, agora, não é apenas para um povo, mas para a humanidade inteira. Formamos o Povo de Deus a caminho da pátria.”(Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo - Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Ao ser apresentada ao Templo, a Mae de Jesus é levada à fonte da Vida que ela vai cultivar a ponto de ser achada "cheia de graça", "bendita entre as mulheres", tabernáculo do Altíssimo. O Batismo nos consagra e nos leva à fonte da Vida. Como vivo meu Batismo?

Oração (Vida)

“Pai querido, sustentai com a força do Espírito, meu empenho, e o de toda a Igreja, para que a humanidade se espelhe sempre mais na proposta de teu Filho Jesus e como família humana sigamos pelos caminhos do mundo anunciando a Cristo com a vida, orientando nossa peregrinação terrena à Cidade da luz. Que como discípulos de vosso Filho, sejamos solidários com os necessitados, generosos nas obras de misericórdia e indulgentes com os irmãos para obter eles mesmos de Vós indulgência e perdão.”

Contemplação (Vida e Missão)

Coloque-se diante do Senhor, mantendo em sua mente e em seu coração aquilo que o Evangelho lhe transmitiu. Recorde a presença da Mãe de Deus em sua vida e reze com ela, por você e pelas pessoas que lhe recomendaram orações.

Bênção

- Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
- Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Carmen Maria Pulga

“Neste dia da dedicação, no ano 543, da igreja de Santa Maria Nova, construída perto do Templo de Jerusalém, celebramos, juntamente com os cristãos da Igreja Oriental, a ‘dedicação’ que Maria fez de si mesma a Deus, já desde a infância, movida pelo Espírito Santo que a encheu de graça desde a sua imaculada conceição.” Assim está escrito na introdução da festa de hoje no Breviário Romano. Santa Maria Nova tinha 115 metros por 57, dividida por quatro fileiras de colunas, com o solo revestido de mármore. Foi destruída no terremoto de 746. Com o passar do tempo perdeu-se a lembrança da localização exata das ruínas da igreja, mesmo constando do mapa de mosaico de Madaba, do século sexto. Neste mapa, que se encontra no solo da igreja de São Jorge em Madaba, na Jordânia, está retratada a figura da igreja de Santa Maria Nova. Suas ruínas foram descobertas pelo arqueólogo Nahman Avigad em 1960, depois da Guerra dos Seis Dias. Os restos dos fundamentos da igreja estão soterrados no subsolo de um estacionamento no bairro judaico de Jerusalém e não estão abertos à visitação pública. O Templo de Jerusalém e a grande igreja de Santa Maria Nova foram destruídos, mas ficou de pé a memória da apresentação de Maria e sua total consagração ao Senhor.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas.