Fundo
Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 24/07/2021

16ª Semana do Tempo Comum - Ano B - Verde
1ª Leitura: Ex 24,3-8 Salmo: Sl 50(49) - Oferece a Deus o sacrifício de louvor.
evangelho
O Reino dos Céus é como alguém que semeou boa semente no seu campo - Mt 13,24-30

Jesus apresentou-lhes outra parábola: “O Reino dos Céus é como alguém que semeou boa semente no seu campo. Enquanto todos dormiam, veio seu inimigo, semeou joio no meio do trigo e foi embora. Quando o trigo cresceu e as espigas começaram a se formar, apareceu também o joio. Os servos foram procurar o dono e lhe disseram: ‘Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? Donde veio então o joio?’. O dono respondeu: ‘Foi algum inimigo que fez isso’. Os servos perguntaram ao dono: ‘Queres que vamos retirar o joio?’. ‘Não!’, disse ele. ‘Pode acontecer que, ao retirar o joio, arranqueis também o trigo. Deixai crescer um e outro até a colheita. No momento da colheita, direi aos que cortam o trigo: retirai primeiro o joio e amarrai-o em feixes para ser queimado! O trigo, porém, guardai-o no meu celeiro!’”

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 7ª ed., 2008.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

O Evangelho nos apresenta o contexto social onde convivem o joio e o trigo. A proposta de Cristo é de que precisamos de paciência com os processos coletivos onde entra em jogo a liberdade e a opção de cada um. Peçamos o dom do discernimento e do respeito ao processo pessoal de cada indivíduo.



Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)

Ao ler o Evangelho atente ao que diz o texto. A quem Jesus está instruindo? Por que Deus permite que maus e bons cresçam junto?

Evangelho: Mt 13,24-30 Jesus apresentou-lhes outra parábola: “O Reino dos Céus é como alguém que semeou boa semente no seu campo. Enquanto todos dormiam, veio seu inimigo, semeou joio no meio do trigo e foi embora. Quando o trigo cresceu e as espigas começaram a se formar, apareceu também o joio. Os servos foram procurar o dono e lhe disseram: ‘Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? Donde veio então o joio?’. O dono respondeu: ‘Foi algum inimigo que fez isso’. Os servos perguntaram ao dono: ‘Queres que vamos retirar o joio?’. ‘Não!’, disse ele. ‘Pode acontecer que, ao retirar o joio, arranqueis também o trigo. Deixai crescer um e outro até a colheita. No momento da colheita, direi aos que cortam o trigo: retirai primeiro o joio e amarrai-o em feixes para ser queimado! O trigo, porém, guardai-o no meu celeiro!’ .

“O problema do mal perturbava os discípulos de Jesus e perturba a todos nós. Deus é bom e todo-poderoso. Como se explica a existência do mal? Os ouvintes de Jesus, muitos deles agricultores, conheciam o problema. Também conheciam o joio, chamado igualmente de falso trigo. Este é muito semelhante ao trigo e pode ser confundido com ele. Somente a colheita vai revelar a verdadeira identidade de um e outro. Existe sempre a tentação de arrancar o joio, mas podemos enganar-nos. Podemos considerar joio o que é trigo e vice-versa. E, mesmo arrancando o joio – antes do tempo –, podemos prejudicar o trigo. O Reino de Deus nunca é uma conquista definitiva. Caminhando na história dos homens, o Reino deve ser refeito a cada dia.” (Viver a Palavra – 2021. Frei Aldo Colombo - Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Faço discernimento para não ferir outros com minhas palavras ou julgamentos? Ao corrigir alguém faço-o com caridade ? Tenho paciência com o processo das pessoas que me cercam?
A Palavra deste dia falou ao seu coração, tocou sua vida? Guarde tudo o que o Senhor, por meio da Palavra, o(a) chama a viver neste dia.

Oração (Vida)

Senhor, meu entendimento humano é limitado e não quero agir por minha conta, por isso, espero pela tua justiça, que é divina e ocorre no tempo certo. Concede-me o dom de conviver, fazendo o bem, mesmo quando cercado(a) de maus exemplos e falsidades.
Que o Espírito Santo mova meu coração, para que de minha mente e de meus lábios só saiam coisas boas e positivas. Quero exercitar-me diariamente para falar só palavras de amor, esperança e encorajamento. Senhor, ajuda-me! Que o mal não me contagie porque tu está ao meu lado e eu confio em ti. Amém

Contemplação (Vida e Missão)

Com a Palavra de Deus na mente e no coração, o que você se propõe a viver hoje?

Bênção

O Senhor Jesus Cristo esteja ao meu lado para me sustentar,
Dentro de mim para me encorajar,
Diante de mim para me orientar,
Atrás de mim para me proteger,
Acima de mim para me abençoar.
Ele que vive e reina pelos séculos dos séculos. Amém.
Que a bênção de Deus Pai de amor e bondade desça sobre mim e sobre toda a humanidade, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ir. Carmen Maria Pulga

Alguém fez uma plantação com boas sementes. As plantas se desenvolveram e os frutos apareceram misturados com uma planta parecida com a primeira, mas de má qualidade. Quiseram arrancar logo as plantas de má qualidade. Decidiram, porém, deixá-los crescer juntos até o momento da colheita final. Seria mais fácil distinguir o fruto bom do fruto ruim quando estivessem maduros. Então a planta ruim seria queimada e a boa aproveitada. O Reino dos Céus se parece com essa história. Nela aprendemos a importância da convivência com o diferente. Quem é a planta ruim: eu o outro? Como de poeta e louco todos temos um pouco, é bom não se precipitar, porque bondade e maldade se alternam nesta vida. Esperemos pelo fim, procurando garantir desde já um fim feliz. São Paulo ensina a não nos gloriarmos por comparação com os outros. Quando as diferenças irritam, talvez caiba a mim a iniciativa de mudar de posição, de visão, de atitude.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas.