Fundo
Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 24/10/2020

29ª Semana do Tempo Comum - Ano A - Verde
1ª Leitura: Ef 4,7-16 Salmo: Sl 122(121) - Vamos à casa do Senhor.
evangelho
Se vós não vos converterdes, perecereis todos do mesmo modo - Lc 13,1-9

Nesse momento, chegaram algumas pessoas trazendo a Jesus notícias a respeito dos galileus que Pilatos tinha matado, misturando o sangue deles com o dos sacrifícios que ofereciam. Ele lhes respondeu: “Pensais que esses galileus eram mais pecadores do que qualquer outro galileu, por terem sofrido tal coisa? Digo-vos que não. Mas se vós não vos converterdes, perecereis todos do mesmo modo. E aqueles dezoito que morreram quando a torre de Siloé caiu sobre eles? Pensais que eram mais culpados do que qualquer outro morador de Jerusalém? Eu vos digo que não. Mas, se não vos converterdes, perecereis todos do mesmo modo”. E Jesus contou esta parábola: “Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha. Foi lá procurar figos e não encontrou. Então disse ao agricultor: ‘Já faz três anos que venho procurando figos nesta figueira e nada encontro. Corta-a! Para que está ocupando inutilmente a terra?’ Ele, porém, respondeu: ‘Senhor, deixa-a ainda este ano. Vou cavar em volta e pôr adubo. Pode ser que venha a dar fruto. Se não der, então a cortarás’”.

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

Na liturgia de hoje, Jesus nos convida à conversão. Peçamos a graça de acolher a Palavra de Deus neste dia e de nos deixarmos conduzir pelo Senhor de nossa vida.
Reze com esta canção:



Leitura (Verdade)

Ouvindo o diálogo o que Deus me diz? “Por vezes confundimos a vontade de Deus com fatalismo. Diante de coisas negativas, admitimos: “Deus quis assim”. Também gostamos de apresentar um paralelismo entre culpa e castigo. Jesus quer corrigir a ideia de que os desastres acontecem com aqueles que os merecem e toda a tragédia é castigo divino. Na realidade, há causas e consequências. Ao longo da vida estabelecemos um modo de agir, um projeto por vezes egoísta e estéril. Isto significa ocupar um terreno inutilmente. Aí entra em ação a misericórdia. É um tempo novo, cercado de carinho, para que possamos apresentar frutos. Este tempo é um presente de Deus para nosso amadurecimento. A misericórdia é infinita, mas o tempo é limitado.”(Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo - Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Você acolhe em sua vida o convite à conversão? Reconhece a bondade e a misericórdia de Deus em sua vida? Quais sentimentos a Palavra provocou em você? Como você devolve a Deus os talentos recebidos?
“Quem não mudar de vida perecerá da mesma forma. É claro que o Senhor quer que seu povo tenha vida em abundância. Nosso Deus não é da morte, mas da vida. Porém, as opções de cada um, no exercício de sua liberdade, podem libertá-lo ou condená-lo. Por isso, é preciso mudar de vida e fazer o caminho do Evangelho, que é sempre de alegria e felicidade para quem o abraça” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)

Momento de oração. Agradeça a riqueza da Palavra de Deus e os ensinamentos escondidos em cada palavra. Agradeça os convites, apelos, desafios que o Senhor o(a) convida a viver neste dia. Peça ao Senhor a graça de viver o despojamento, a humildade e a simplicidade do coração e a graça da conversão.

Contemplação (Vida e Missão)

Meditar a frase: “Senão der frutos a cortarás!”. O que a Palavra o(a) convida a viver neste dia?

Bênção

O Senhor, Deus de amor e paz, habite em vossos corações, oriente os vossos passos e confirme os vossos corações em seu amor.

Ir. Carmen Maria Pulga

Um pouco de paciência com esta figueira que não está dando frutos! Vamos cuidar dela um pouco mais, adubar a terra, dar mais tempo para ver o que acontece. Se não produzir nada, então poderá ser cortada. Jesus conta esta parábola depois de ter dito que a conversão é necessária em nossa vida. Não ter medo de mudar de posição, ter consciência clara do que não está certo em nossa vida e fazer algum esforço para mudar algo. Na modinha de Dorival Caymmi, Gabriela dizia: “Eu nasci assim, eu cresci assim, eu sou mesmo assim, vou ser sempre assim”. Mas dizia também: “Eu sou sempre igual, não desejo mal”. Se dissesse: “Eu sou mesmo assim, sou sempre ruim”, as coisas seriam diferentes.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas.