Fundo
Domingo, 22 de Maio de 2022
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store
Dica de Vida Saudável do dia 19 de janeiro
Cereal que vale ouro
Cereal que vale ouro
Freeimages

Seja em uma quermesse, no café da manhã, acompanhado a um bom filme, ou em um almoço de domingo. O milho é um dos alimentos mais versáteis que existem. Ele pode ser usado para fazer saladas, bolos, doces, tortas e muito mais. Cereal da família das gramíneas, o milho é nativo da América e foi levado para a Europa por Cristovão Colombo, depois de sua primeira viagem ao Novo Mundo. Os índios brasileiros costumavam comer milho assado, além de preparar com ele bebidas fermentadas.

Esse alimento é cultivado em diversas regiões do mundo. O maior produtor mundial são os Estados Unidos. No Brasil, que também é um grande produtor e exportador, o Paraná é o maior estado produtor, com cerca de 27% de toda a produção nacional.

A espiga do milho é formada pelo sabugo, de forma cilíndrica, no qual estão fixados os grãos e os “cabelos” do milho. Os grãos do milho podem ter cores e formatos diferentes, dependendo da variedade. E os macios fios marrons chamados de “cabelos” são, na verdade, as flores femininas do milho.

Benefícios - Fonte de vitaminas A e C e do complexo B, o milho é rico em manganês, mineral que tem ação antioxidante, prevenindo tumores, infartos e derrames, e faz a glicose ser mais bem aproveitada, ajudando no tratamento do diabete.

Seus grãos contêm amido, fonte de carboidratos, que fornece energia rápida para o corpo, além de ser benéfico ao aparelho digestivo, pois inibe a produção excessiva de ácido no estômago, prevenindo o aparecimento de úlceras.

O milho inibe a ação de radicais livres, é anticancerígeno, antiviral e aumenta o estrogênio. Embora faltem ao milho dois aminoácidos essenciais: a lisina e o triptofano, ao associar o leite ao milho, essa deficiência é suprida, e se forma uma das melhores combinações de alimentos, tanto do ponto de vista nutritivo, quanto do ponto de vista do sabor. As gorduras contidas no germe do milho são recomendadas para baixar as taxas de colesterol no sangue.

Conservação e uso – Depois de retirada a palha do milho verde, ele se conserva por poucos dias em geladeira, na gaveta própria para legumes. Quando for utilizá-lo para o preparo de pamonha, cural, bolo ou pudim, escolha um milho mais amarelo, pois isso indica que ele contém amido, o que ajudará na consistência da receita. Quando for consumir os grãos cozidos ou assados, escolha espigas novas, com grãos mais claros, pois, à medida que vai envelhecendo, o milho torna-se duro.

Pode ser consumido cozido (na água ou no vapor) ou assado (na brasa ou no forno), sendo bom acompanhamento para frango e carne de porco. Em grãos soltos da espiga ou sob a forma de creme, o milho presta-se para inúmeras preparações culinárias doces e salgadas, como cremes, bolos, pudins e docinhos. Há também inúmeros produtos derivados do milho.

Fabrício Soares/Revista Família Cristã – edição 930.