Fundo
Terça-feira, 22 de Junho de 2021
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store
Data comemorativa do dia 11 de junho
Dia da Marinha do Brasil
Dia da Marinha do Brasil
Wikimedia Commons

A Marinha do Brasil surgiu em 1567, quando, de improviso, foi armada uma tropa do mar para expulsar os franceses do Rio de Janeiro. Nessa batalha, até os índios usaram suas embarcações para ajudar os portugueses. Contudo, somente em 1808 as primeiras tropas do mar propriamente ditas chegaram ao Brasil, com a família real portuguesa. Depois disso, a Marinha brasileira sempre esteve presente em batalhas e guerras.

Entre 1610 e 1615, as esquadras marítimas do Brasil tiveram um papel importante na expulsão dos franceses do Maranhão, onde eles tentavam estabelecer colônias. Nessa ocasião, Jerônimo de Albuquerque foi nomeado o primeiro comandante naval brasileiro.

Em 1823, a Marinha do Brasil declarou sua independência das esquadras portuguesas e constituiu sua própria esquadra. Com a ajuda da marinha inglesa, conseguiu resgatar as regiões Norte, Nordeste e a Província Cisplatina.

A Marinha do Brasil participou da Batalha Naval dos Abrolhos, que expulsou os holandeses, em 1631; da ação naval na Baía de Todos os Santos, que expulsou os holandeses de Salvador, em 1635; da Batalha Naval do Riachuelo, em 11 de junho de 1865; da Campanha da Cisplatina; da Primeira Guerra Mundial, em 1918, apoiando os Aliados; e da Segunda Guerra Mundial, de 1941 a 1945, também apoiando os Aliados na luta contra o nazifascismo.

O patrono da Marinha brasileira é Joaquim Marques Lisboa, o marquês de Tamandaré. Ele nasceu no dia 13 de dezembro de 1807, no Rio Grande do Sul, e foi criado entre a gente do mar, conhecendo não só todas as histórias e aventuras dos marinheiros, mas também todos os tipos de barcos mercantes ou de guerra. A vocação do marquês de Tamandaré nasceu espontaneamente: ele ingressou, aos 16 anos de idade, na Armada Nacional Imperial como voluntário.

Aos poucos, mostrou-se capaz e corajoso durante os inúmeros combates contra focos revoltosos. Mas foi na Guerra da Tríplice Aliança que ficou conhecido como um grande comandante.

O marquês de Tamandaré sempre foi um exemplo de marinheiro. Ele gostava de ser chamado de almirante Tamandaré e pedia que as pessoas deixassem de lado as honrarias do título nobre de marquês, que recebeu em 1887, embora houvesse herdado da família o título de visconde.

Retirado do livro: “Datas comemorativas cívicas e históricas”, Paulinas Editora.