Fundo
Quinta-feira, 18 de Julho de 2024
Paulinas - A comunicação a serviço da vida
Data comemorativa do dia 10 de julho
Dia da Pizza
Dia da Pizza

Depois da chegada dos italianos ao Brasil, no fim do século XIX, a pizza se tornou um prato muito popular, sobretudo na cidade de São Paulo, onde muitos desses imigrantes se instalaram. Em função dessa popularidade, em 1984, foi criado um concurso anual para eleger as dez melhores receitas de pizza de mozarela e margherita; o dia da finalíssima, 10 de julho, foi definido como a data para comemorar o Dia da Pizza.

Há relatos de que, em 11 de julho de 1889, o chefe de cozinha Raffaele Sposito recebeu a visita da rainha Margherita, da Itália, em seu restaurante, na cidade de Nápoles. Ela estava curiosa para experimentar esse prato, que já se tornara conhecido. Em homenagem a ela, Sposito preparou uma pizza com as cores da bandeira italiana: o vermelho foi representado com rodelas de tomate, o branco com queijo e o verde com folhas de manjericão. A rainha gostou muito do prato; por isso, Sposito batizou-o de pizza alla Margherita.

Ainda não está clara a origem da pizza. Alguns historiadores apontam os gregos como os autores, outros dizem que foram os egípcios. De qualquer maneira, durante muito tempo, a pizza foi consumida como um sanduíche, dobrada ao meio. Apenas os menos favorecidos economicamente a saboreavam, por ser um prato simples e barato. Nessa época, a pizza não tinha molho nem cobertura, era apenas uma espécie de pão.

No século XVI, a novidade finalmente chegou à corte de Nápoles. Os napolitanos, fascinados pelo prato, criaram nova versão para a massa e acrescentaram dois ingredientes definitivos: o molho de tomate e o orégano. Também já usavam alguns tipos de cobertura como mozarela, linguiça calabresa e anchovas.

Em 1830, foi aberta a primeira pizzaria napolitana, chamada Port Alba, que em pouco tempo se transformou no ponto de encontro de pintores, poetas e escritores famosos da época. Um deles foi o francês Alexandre Dumas, que chegou a mencionar em suas obras as variações de pizza mais populares da segunda metade do século XlX. O autor de "Os três mosqueteiros" chegou mesmo a anotar a receita de uma pizza feita com toicinho derretido, queijo, torresminhos e tomate.

No Brasil, a pizza foi introduzida pelos imigrantes italianos, no bairro do Brás, onde foi fundada a primeira cantina - Cantina Santa Genoveva, já extinta -, em 1910. Em 1924, foi fundada a segunda cantina mais antiga, a Cantina Castelões, que existe até hoje e mantém em seu cardápio pizza com borda alta e massa grossa original. A cidade de São Paulo tornou-se, então, o reduto das pizzarias. Há sabores para todos os gostos, salgados e doces. Seja qual for a preferência, é certo que a maioria das pessoas se rende a esse delicioso prato.

Retirado do livro: 'Datas Comemorativas cívicas e históricas', Paulinas Editora.