Fundo
Sábado, 24 de Outubro de 2020
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store
Data comemorativa do dia 01 de julho
Dia da Vacina BCG
Dia da Vacina BCG
Pixabay

A vacina BCG (bacilo de Calmette e Guérin) foi criada em 1921. Produzida por meio de cepas da bactéria da tuberculose bovina e aplicada sob a forma de injeção intradérmica, imuniza crianças de 0 a 4 anos e adultos. É indicada para prevenir não só as formas graves da tuberculose, bem como a tuberculose miliar e a meningite tuberculosa.

Desde 1976, a vacina é obrigatória para crianças menores de 1 ano de idade; por lei, deve ser aplicada ainda na maternidade em recém-nascidos com peso igual ou superior a 2 kg.

Atualmente, o Ministério da Saúde recomenda revacinar todas as crianças em idade escolar, que estejam com 6 anos de idade, independentemente de terem ou não cicatriz vacinal, em razão de dados estatísticos que alertaram para o retorno dessa doença, que já havia sido erradicada do Brasil.

A tuberculose é causada pelo bacilo de Koch. É uma doença contagiosa, transmitida de pessoa para pessoa por meio da saliva, sobretudo quando o doente tosse, espirra ou fala, ou por objetos contaminados. Ao ser expelido no ambiente, o bacilo pode permanecer no ar por várias horas, facilitando a contaminação. Um único micróbio pode contaminar uma pessoa, embora, para que ocorra a transmissão da tuberculose, sejam necessárias muitas horas de convívio com uma pessoa contaminada.

Os sintomas mais comuns da tuberculose são: tosse persistente por mais de três semanas, acompanhada, geralmente, por escarro com sangue, perda de peso, dor no peito, suor noturno, cansaço e febre no final da tarde.

Felizmente, a tuberculose já tem cura. A doença é detectada por meio de um exame de raio X ou abreugrafia. Após o diagnóstico, a pessoa contaminada se submete a um tratamento que dura, aproximadamente, seis meses e inclui a combinação de três remédios antibióticos, ou seja, um tipo de quimioterapia de curta duração. Sem um tratamento adequado, o paciente pode morrer ou sofrer sérias consequências. Não convém interromper o tratamento ao desaparecerem os sintomas, pois os bacilos podem permanecer vivos e escondidos em partes dos pulmões, acarretando a reincidência da doença.

A vacina BCG pode ser simultaneamente aplicada com outras vacinas, mesmo com as de vírus vivos. Só é contra-indicada em casos de imunodeficiência congênita ou adquirida - por exemplo, indivíduos HIV-positivos, que apresentem sintomas da doença, e durante a gravidez.

Com o advento da Aids, houve alta no número de casos de tuberculose em portadores do vírus. Hoje, a associação dessas duas enfermidades - Aids e tuberculose - constitui um sério problema de saúde pública, principalmente por contribuir para o aumento dos índices de mortalidade. O Ministério da Saúde adota a vacinação com BCG como uma das medidas de proteção contra a transmissão da tuberculose. Doses da vacina são aplicadas em todos os estados brasileiros como parte do Programa Nacional de Imunizações, numa tentativa de novamente erradicar essa doença do País, de uma vez por todas.

Retirado do livro: 'Datas Comemorativas cívicas e históricas', Paulinas Editora.