Fundo
Domingo, 23 de Janeiro de 2022
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 15/01/2022

1ª Semana do Tempo Comum - Ano C - Verde
1ª Leitura: 1Sm 9,1-4.17-19, 10,1a Salmo: Sl 21(20) - Senhor, o rei se alegra com teu poder.
evangelho
Eram muitos os que o seguiam - Mc 2,13-17

Outra vez, Jesus saiu para a beira do lago. Toda a multidão ia até ele, e ele os ensinava. Ao passar, viu Levi, o filho de Alfeu, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Ele se levantou e seguiu-o. Enquanto estava à mesa na casa de Levi, muitos publicanos e pecadores puseram-se à mesa com Jesus e seus discípulos. Pois eram muitos os que o seguiam. Os escribas, que eram fariseus, vendo que ele comia com os pecadores e os publicanos, disseram aos discípulos de Jesus: “Por que ele come com os publicanos e os pecadores?” Tendo ouvido, Jesus respondeu-lhes: “Não são as pessoas com saúde que precisam de médico, mas as doentes. Não é a justos que vim chamar, mas a pecadores”.

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

“Segue-me!” Esse é o convite que hoje Jesus nos faz por meio do seu Evangelho. O seguimento é uma atitude concreta de toda pessoa que escuta a Palavra de Deus. Não há distinção de pessoas no seguimento de Jesus.


Peçamos: “Espírito Divino, luz de Deus, vinde nos iluminar, para que possamos compreender o sentido profundo da Palavra de Deus. Fazei-nos discípulos missionários de Jesus, Caminho, Verdade e Vida, transformando nosso coração em terra boa, onde a Palavra produza frutos abundantes. Amém.”

Leitura (Verdade)

Jesus sai para a beira do lago e mais uma vez a multidão vai ao seu encontro. Ao passar, vê Levi, coletor de impostos. Qual proposta Jesus faz a Levi? Qual é a reação de Levi diante da proposta de Jesus? Jesus vai à casa de Levi e, lá, se põe à mesa com os publicanos e pecadores. Como os escribas reagem ao ver tal atitude de Jesus? Qual a resposta de Jesus diante da reação dos escribas?

Evangelho: Mc 2,13-17 Outra vez, Jesus saiu para a beira do lago. Toda a multidão ia até ele, e ele os ensinava. Ao passar, viu Levi, o filho de Alfeu, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Ele se levantou e seguiu-o. Enquanto estava à mesa na casa de Levi, muitos publicanos e pecadores puseram-se à mesa com Jesus e seus discípulos. Pois eram muitos os que o seguiam. Os escribas, que eram fariseus, vendo que ele comia com os pecadores e os publicanos, disseram aos discípulos de Jesus: “Por que ele come com os publicanos e os pecadores?” Tendo ouvido, Jesus respondeu-lhes: “Não são as pessoas com saúde que precisam de médico, mas as doentes. Não é a justos que vim chamar, mas a pecadores”.

“Jesus chamou um cobrador de impostos para ser seu discípulo. Esse foi Levi, chamado depois de Mateus. O chamado de Jesus já foi uma surpresa, porque mostrou uma nova mentalidade, sem discriminação nem preconceitos. A resposta de Levi foi também surpreendente: aceitou imediatamente o convite de Jesus e deixou tudo para segui-lo. No jantar em sua casa, houve muitas críticas sobre essa aproximação de Jesus com os pecadores. Nós nos movemos em um mundo de muitos preconceitos. Pelo preconceito, excluímos as pessoas, desrespeitamos sua dignidade e seus direitos. É hora de aprender com Jesus a incluir, a integrar, a defender quem foi marginalizado, a viver com outra lógica.” (Viver a Palavra – 2022. Pe. João Carlos Ribeiro - Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Qual palavra mais ressoou em seu coração? O convite de Jesus é rápido e claro, sem rodeios: “Segue-me!” E a resposta de Levi é imediata e firme: “Levantou-se e o seguiu”. Procure escutar com atenção o chamado que Jesus lhe faz. Sua resposta é firme e imediata? Os pecadores têm um lugar no coração de Jesus. Que lugar ocupam os excluídos da sociedade em seu coração?

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Na oração, você é convidado(a) a conversar com Deus, a abrir o seu coração. Aproxime-se dele e faça a sua oração, apresentando-lhe suas intenções e as necessidades de seus irmãos e irmãs. Reze também por todos os que são chamados por Jesus a assumir sua vocação na Igreja.

Contemplação (Vida e Missão)

Qual é a sua atitude concreta diante do chamado de Jesus: “Segue-me”? Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra? Quais apelos a Palavra despertou em seu coração? Quais compromissos você deseja assumir em sua vida?

Bênção

- Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
- Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Carmen Maria Pulga

Como na vocação de Pedro, André, Tiago e João (Mc 1,16ss), também aqui Jesus chama, e o seguimento é imediato. Nesta perícope, no entanto, há uma novidade: Levi é cobrador de impostos, categoria duplamente impura. Estava em relação com os romanos (impuros) e abusava das coletas. A lei de pureza proibia entrar na casa de impuros e de comer com eles. Mas Jesus instaura o Reino que é Boa Notícia para as pessoas que se viam à margem da religião oficial. Os escribas se escandalizam, pois sua prática religiosa não vai à busca dos excluídos. Sua religião não é Boa Notícia ao povo; antes, é opressão. Jesus, como o bom pastor, não se preocupa com a Lei, mas com as pessoas, principalmente com aquelas que mais precisam. Não teme tornar-se impuro. Ele é o pastor com cheiro de ovelha. Acima da Lei está a pessoa humana. Como se busca, hoje, as pessoas marginalizadas: prostitutas, drogados, mendigos etc.? Ou se dá preferência às pessoas aparentemente boas, que não se sentem pecadoras? O verdadeiro pastor se aproxima das ovelhas perdidas?

Frei Bruno Godofredo Glaab, ‘A Bíblia dia a dia 2022’, Paulinas.