Fundo
Sábado, 15 de Maio de 2021
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 08/04/2021

Oitava da Páscoa - Ano B - Branca
1ª Leitura: At 3,11-26 Salmo: Sl 8 - Como é glorioso o teu nome em toda a terra!
evangelho
Vós sois as testemunhas destas coisas - Lc 24,35-48

Então os dois contaram o que tinha acontecido no caminho, e como o tinham reconhecido ao partir o pão. Ainda estavam falando, quando o próprio Jesus apareceu no meio deles e lhes disse: “A paz esteja convosco!” Eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que estavam vendo um espírito. Mas ele disse: “Por que estais preocupados, e por que tendes dúvidas no coração? Vede minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo! Tocai em mim e vede! Um espírito não tem carne, nem ossos, como estais vendo que eu tenho”. E, dizendo isso, ele mostrou-lhes as mãos e os pés. Mas eles ainda não podiam acreditar, tanta era sua alegria e sua surpresa. Então Jesus disse: “Tendes aqui alguma coisa para comer?” Deram-lhe um pedaço de peixe assado. Ele o tomou e comeu diante deles. Depois lhes disse: “São estas as coisas que eu vos falei quando ainda estava convosco: era necessário que se cumprisse tudo o que está escrito sobre mim na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos”. Então ele abriu a inteligência dos discípulos para entenderem as Escrituras, e disse-lhes: “Assim está escrito: o Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia, e no seu nome será anunciada a conversão, para o perdão dos pecados, a todas as nações, começando por Jerusalém. Vós sois as testemunhas destas coisas”.

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 7ª ed., 2008.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

“Ó Deus, que reunistes povos tão diversos no louvor do vosso nome, concedei aos que renasceram nas águas do batismo, ter no coração a mesma fé e na vida a mesma caridade.”

Peçamos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que ele nos conceda o dom da fé e a força da súplica sincera. Que nele encontremos salvação, alegria e confiança plena. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? Em que momento os discípulos reconhecem Jesus? Quais as palavras e os gestos de Jesus?

Evangelho: Lc 24,35-48 Então os dois contaram o que tinha acontecido no caminho, e como o tinham reconhecido ao partir o pão. Ainda estavam falando, quando o próprio Jesus apareceu no meio deles e lhes disse: “A paz esteja convosco!” Eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que estavam vendo um espírito. Mas ele disse: “Por que estais preocupados, e por que tendes dúvidas no coração? Vede minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo! Tocai em mim e vede! Um espírito não tem carne, nem ossos, como estais vendo que eu tenho”. E dizendo isso, ele mostrou-lhes as mãos e os pés. Mas eles ainda não podiam acreditar, tanta era sua alegria e sua surpresa […].

“O terceiro dia está repleto de surpresas. Os discípulos de Emaús retornam a Jerusalém à noite. Isso significa reassumir o sonho e a missão. A Boa-Nova já iluminava o rosto dos discípulos em Jerusalém. O Senhor Ressuscitado havia se manifestado a muitos, mas a prova maior é ter aparecido a Simão Pedro, aquele que confirmaria seus irmãos na fé. Os discípulos de Emaús contam como reconheceram Jesus: ao partir o pão. Eles haviam oferecido sua casa e sua mesa a um desconhecido peregrino e, com ele, repartem o pão. O gesto proclama duas realidades do Reino: o Pão partido e partilhado da Eucaristia e o pão partido e partilhado das mesas. É o alimento daqueles que caminham na direção da casa do Pai e anunciam a Boa-Nova.” (Viver a Palavra – 2021. Frei Aldo Colombo - Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

O que esse relato diz para mim? Qual o fundamento de minha fé? Creio no Ressuscitado como uma realidade ou, apenas, como uma ideia? Reconheço-o na partilha e nas chagas de sua “humanidade” hoje?

Oração (Vida)

Este é o momento de diálogo com Deus. Louve e agradeça.
Peça que Ele abra sua inteligência para compreender as Escrituras como fez com os discípulos. Que Ele rompa as nossas resistências à fé de que Ele está vivo entre nós. Ensina-nos a sair de nós e rezar pelos outros...

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil! Ajudai-nos a construir um país justo e fraterno. Que todos estejamos atentos às necessidades das pessoas mais fragilizadas e indefesas! Que o diálogo e o respeito vençam o ódio e os conflitos! Que as barreiras sejam superadas por meio do encontro e da reconciliação! Vosso filho Jesus está no meio de nós, trazendo-nos esperança e força para caminhar. Que sua Palavra seja fonte de comunhão fraterna e de paz, em nossas comunidades, nas famílias e nas ruas. Amém

Contemplação (Vida e Missão)

Sintetize em poucas palavras o apelo que você sentiu, para colocá-lo em prática durante o dia. O que você se propõe a viver?

Bênção

- Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
- Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Carmen Maria Pulga

Jesus toma a iniciativa de provocar encontros inesperados, embora desejados. Nem sempre o reconhecem, muitos não acreditam, mas podem tocar nele e com ele comer. Não importa se ele realmente come. Importa que os discípulos saibam que ele está vivo e confirmem a fé na ressurreição para aqueles que virão mais tarde, como nós. O encontro provoca surpresa e alegria, mas também algum susto. O discípulo vê e constata: é Jesus, agora ressuscitado.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas.