Fundo
Quinta-feira, 01 de Outubro de 2020
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store
Mensagem do dia 16 de setembro
As sombras do nosso caminho
As sombras do nosso caminho
Pixabay

Já vi gente brigando com a própria sombra imaginando estar sendo perseguido por alguém. Eu mesmo, em uma noite fria, ao ser chamado para atender um doente, acendi a luz da garagem e, com pressa, ao chegar perto do carro assustei-me do movimento de minha própria sombra, achando estar diante de um assaltante.

Também não faltam aqueles que reclamam quando as nuvens ou a neblina nos oferecem um dia de sombra. Dia cinzento parece nos oprimir, deixando-nos em estado de natural mal-estar. Uma das atenções dos bons engenheiros atuais é o cuidado para que nenhuma repartição das casas, ou dos edifícios fique condenada à sombra. Popularmente, quando alguém passa a ser uma presença indesejada em nossa vida e nos persegue, logo o intitulamos como nossa sombra.

Em geral a sombra desperta nas pessoas uma relação de desconforto. Na própria Bíblia a realidade da sombra passa a ser uma figura simbólica também do limitado e do negativo. Na última oração, o Rei Davi declara: “Os nossos dias são como uma sombra que passa, e não podemos escapar da morte” (1Cr 29,15). Jó também desabafa e diz: “O ser humano, nascido de mulher, tem a vida curta, mas cheia de inquietações. É como a flor que se abre e logo murcha, foge como a sombra e não permanece” (Jó 14,1-2). “Como a sombra que se desfaz é todo o mortal!” (Sl 39,7).

Porém, é justo que nos demos conta também da relação positiva com as sombras do caminho. Um antigo provérbio chama atenção e nos ajuda a perceber o lado bom da sombra: “Nunca tenhas medo das sombras. Elas somente mostram que há uma luz que resplandece por perto”. É a lei dos contrastes. Não haveria sombra, se não houvesse luz! E, certamente não daríamos o devido valor à luz, se não existissem sombras e trevas.

Além do mais, temos muitas experiências na vida real da importância das sombras confortadoras. Num dia escaldante de sol, andamos e trabalhamos, suamos e cansamos e, ansiosamente, procuramos uma sombra amiga que nos abrigue. Bendita sombra que se dispõe a aliviar o peso e o calor do dia!

Se na Bíblia temos textos que situam a sombra como símbolo do negativo, também comprovamos citações positivas, que exaltam o simbolismo da sombra. Assim o Salmista reza: “Guarda-me como a pupila dos olhos, protege-me na sombra de tuas asas” (Sl 17,8); “Tu que estás sob a proteção do Altíssimo e moras à sombra do Onipotente, dize ao Senhor: ‘Meu refúgio, minha fortaleza, meu Deus, em quem confio” (Sl 91,1-2). Isaías dá graças a Deus que acompanha seu povo: “Senhor, meu Deus... Tu te tornaste proteção para o fraco, sombra no tempo do calor” (Is 25,1-5).

Na vida, nem tudo é tão negativo como parece! Benjamin Franklin dizia: “Um otimista vê novas oportunidades em toda a calamidade. Um pessimista vê novas calamidades em toda a oportunidade”. Parece ser um tanto normal encararmos as sombras apenas pelo seu lado negativo. Porém, a vida real nos ensina que estas também têm sua dimensão positiva e verdadeira.

Frei Luiz Turra, ‘No Coração da Vida’, Programas Radiofônicos Vol. 03.