Fundo
Domingo, 23 de Janeiro de 2022
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 30/11/2021

Santo André, Apóstolo, festa - Ano C - Vermelha
1ª Leitura: Rm 10,9-18 Salmo: Sl 19A(18) - Os céus proclamam a glória do Senhor.
evangelho
Eu farei de vós pescadores de homens - Mt 4,18-22

Caminhando à beira do mar da Galileia, Jesus viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam jogando as redes ao mar, pois eram pescadores. Jesus disse-lhes: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens”. Eles, imediatamente, deixaram as redes e o seguiram. Prosseguindo adiante, viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam no barco, com seu pai Zebedeu, consertando as redes. Ele os chamou. Deixando imediatamente o barco e o pai, eles o seguiram.

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 7ª ed., 2008.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

Peçamos a graça de acolhermos a Palavra de Deus e nos deixarmos conduzir pelos ensinamentos de Jesus.

"Ó Deus todo-poderoso, sustentados em vossa misericórdia, fazei-nos caminhar destemidos ao encontro de vosso Filho, que vem para nos salvar e nos libertar. Ele, que convosco vive e reina para sempre. Amém. "

Leitura (Verdade)

Leia o Evangelho pausadamente e reflita o que diz o texto bíblico. O que muda na vida das pessoas quando Jesus entra na vida delas.

Evangelho: Mt 4,18-22 Caminhando à beira do mar da Galileia, Jesus viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam jogando as redes ao mar, pois eram pescadores. Jesus disse-lhes: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens”. Eles, imediatamente, deixaram as redes e o seguiram. Prosseguindo adiante, viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam no barco, com seu pai Zebedeu, consertando as redes. Ele os chamou. Deixando imediatamente o barco e o pai, eles o seguiram.

“A pregação de Jesus começa na Galileia, região distante do centro econômico, político e religioso de Israel. A esperança da salvação inicia-se, justamente, numa região da qual nada se espera. E as escolhas de Jesus poderiam ser consideradas politicamente incorretas. Ele convoca rudes pescadores de um pequeno lago, pessoas não incluídas no círculo dos bons judeus. A pregação de Jesus tem a mesma radicalidade que a de João Batista: é preciso total mudança de vida, porque o Reino do Céu está próximo. Provavelmente os escolhidos não conheciam as profecias messiânicas do seu povo. A favor deles pesou a decisão: deixando tudo, seguiram a Jesus. Ainda sem compreender a dimensão do Reino, escolheram seguir Jesus.” (Viver a Palavra – 2021. Frei Aldo Colombo - Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Agora, vamos trazer a reflexão da Palavra para a nossa vida. O que o texto diz para mim? Que aspectos do mistério de Deus esta passagem me possibilita conhecer? De que forma? Que luz nos dá Jesus, com sua pessoa e sua mensagem? De que maneira esta passagem me compromete? O que ela lhe pede?

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Este é o momento da oração, em que você abre o seu coração ao Senhor. Viva este momento com muita confiança, pois Deus é misericórdia e perdão e está pronto para escutá-lo(a). Apresente as suas intenções, preces e louvores ao Senhor, pois Ele veio para nos salvar e libertar.

Contemplação (Vida e Missão)

É o momento de responder à presença de Deus em nossa vida com um compromisso, um gesto concreto. De que forma você deseja colocar em prática os apelos que a Palavra de Deus despertou em você neste dia?

Bênção

Uma vida abençoada é uma vida com Deus. Pelo poder de Jesus, podemos conhecer o Pai e ter o Espírito Santo em nosso coração, guiando nossa vida. O relacionamento com Deus é a maior bênção que podemos ter. "Graça e paz vos sejam dadas em abundância por um profundo conhecimento de Deus e de Jesus, nosso Senhor!" (II Pedro, 1,2)

Ir. Carmen Maria Pulga

O Menino vai nascer, vai crescer, vai formar discípulos. Juntos vão trabalhar em favor da humanidade. Serão pescadores de gente, de seres humanos. Aquele que existia desde sempre na eternidade decidiu fazer-se um de nós. Podemos vê-lo, ouvi-lo, senti-lo, compreendê-lo. Ele é em tudo semelhante a nós, menos em nossos erros. Ele se relaciona, tem amigos, forma grupo. Os primeiros a acompanhá-lo foram os dois irmãos André e Simão, que será Pedro. Mais dois irmãos, Tiago e João, deixam tudo e seguem Jesus. Quando ele partir, darão continuidade ao trabalho começado. São os apóstolos do Senhor, os enviados para pescarem gente. Diz a tradição que André fundou a Igreja em Constantinopla, a capital do império oriental. Ele é o patrono do Patriarcado Ecumênico, sediado em Constantinopla, que hoje se chama Istambul e é a quarta maior cidade do mundo. Os dois irmãos, Pedro e André, morreram crucificados como Jesus. Pedro, de cabeça para baixo, e André numa cruz em forma de X, chamada de “cruz decussata”. Esses primeiros apóstolos são para nós exemplo de prontidão na resposta ao chamado de Jesus e de perseverança em segui-lo até a morte e morte de cruz. São o fundamento da Igreja de Jesus, que é apostólica porque vem dos apóstolos.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas.