Fundo
Quinta-feira, 01 de Outubro de 2020
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 17/09/2020

24ª Semana do Tempo Comum - Ano A - Verde
1ª Leitura: 1Cor 15,1-11 Salmo: Sl 118(117) - Dai graças ao Senhor, porque ele é bom.
evangelho
Tua fé te salvou. Vai em paz! - Lc 7,36-50

Um fariseu convidou Jesus para jantar. Ele entrou na casa do fariseu e sentou-se à mesa. Havia na cidade uma mulher que era pecadora. Quando soube que Jesus estava à mesa na casa do fariseu, trouxe um frasco de alabastro, cheio de perfume, postou-se atrás, aos pés de Jesus e, chorando, lavou-os com suas lágrimas. Em seguida, enxugou-os com os seus cabelos, beijou-os e os ungiu com o perfume. Ao ver isso, o fariseu que o tinha convidado comentou: “Se este homem fosse profeta, saberia quem é a mulher que está tocando nele: é uma pecadora!” Então Jesus falou: “Simão, tenho uma coisa para te dizer”. Ele respondeu: “Fala, Mestre”. “Certo credor”, retomou Jesus, “tinha dois devedores. Um lhe devia quinhentas moedas de prata, e o outro cinquenta. Como não tivessem com que pagar, perdoou a ambos. Qual deles o amará mais?” Simão respondeu: “Aquele ao qual perdoou mais”. Jesus lhe disse: “Julgaste corretamente”. Voltando-se para a mulher, disse a Simão: “Estás vendo esta mulher? Quando entrei na tua casa, não me ofereceste água para lavar os pés; ela, porém, lavou meus pés com lágrimas e os enxugou com seus cabelos. Não me beijaste; ela, porém, desde que cheguei, não parou de beijar meus pés. Não derramaste óleo na minha cabeça; ela, porém, ungiu meus pés com perfume. Por isso te digo: os muitos pecados que ela cometeu estão perdoados, pois ela mostrou muito amor. Aquele, porém, a quem menos se perdoa, ama menos”. Em seguida, disse à mulher: “Teus pecados estão perdoados”. Os convidados começaram a comentar entre si: “Quem é este que até perdoa pecados?” Jesus, por sua vez, disse à mulher: “Tua fé te salvou. Vai em paz!”.

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

O Evangelho de hoje nos convida a refletir sobre o perdão e a misericórdia. O gesto da mulher que unge os pés de Jesus com perfume e os enxuga com os cabelos revela a acolhida e a misericórdia de Deus que ela encontrou em Jesus. Que o Espírito Santo abra o nosso coração para acolhermos os ensinamentos de Jesus para o nosso dia.



Rezemos: “Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Tira de mim o coração de pedra para substituí-lo por um coração sensível. Amém.”

Leitura (Verdade)

A quem Jesus está se dirigindo? Qual desafio a comunidade é convidada a enfrentar? Qual desejo de Deus o evangelista nos revela por meio da narrativa? Qual é o apelo principal que o texto nos faz?

“A cena se desenvolve através de fortes contrastes. De um lado, um fariseu, homem de prestígio social, observante escrupuloso da lei mosaica e tido por puro. De outro, uma mulher definida por pecadora. No meio, Jesus, que o próprio anfitrião chama de Mestre, mas também é conhecido como “amigo dos pecadores”. O fariseu arvore-se em juiz e desqualifica Jesus. Este restabelece a verdade e define quem é quem nesta história. A mulher não é julgada pelo passado, mas reabilitada pelo seu amor e pela sua fé. O perfume da mulher encheu a sala do banquete. E com isto recuperou sua dignidade. Ela saiu envolvida pelo amor e pelo perdão. O anfitrião ficou em seu legalismo. Ele não percebeu a Boa-Nova de Jesus.” (Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo - Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

O que diz o texto para mim? Como acolho os ensinamentos de Jesus em minha vida? Seus ensinamentos encontram sintonia com a realidade que vivo hoje? A Palavra de Deus, rezada e meditada, renova em mim a fé, a esperança, a confiança no Senhor?

Oração (Vida)

Invocações a Jesus Mestre
“Jesus Mestre, santificai meus pensamentos e aumentai minha fé.
Jesus Mestre, libertai-me do desânimo e fortificai minha esperança.
Jesus, Mestre vivo na Igreja, ajudai-me a viver a solidariedade e o amor.
Jesus Mestre, caminho entre o Pai e nós, tudo vos ofereço e de Vós tudo espero.
Jesus, caminho da santidade, tornai-me vosso fiel seguidor.
Jesus Caminho, tornai-me perfeito como o Pai que está nos céus.
Jesus Vida, vivei em mim, para que eu viva em Vós.
Jesus Vida, fazei-me viver eternamente na alegria do vosso amor.
Jesus Verdade, que eu seja luz para o mundo.
Jesus Caminho, que eu seja vossa testemunha autêntica diante de todos
Jesus Vida, fazei que minha presença comunique vosso amor e vossa alegria. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Senhor, dai-me a sabedoria de não julgar! Que tua Palavra esteja presente neste meu dia para que eu seja capaz de não julgar ninguém. Que eu seja capaz de olhar para além das aparências como fez Jesus.

Bênção

O Senhor, Deus de amor e paz, habite em vossos corações, oriente os vossos passos e confirme os vossos corações em seu amor. Vá em paz e seja um mensageiro (a) da Boa Nova.

Ir. Carmen Maria Pulga

A mulher, que não foi convidada para a festa, torna-se revelação da força da fé ativa no amor. Seus pecados foram perdoados porque ela muito amou. A ela Jesus diz pessoalmente: “Tua fé te salvou. Vai em paz!”. A fé se mostrou no amor e trouxe a paz. Simão, o fariseu, e seus convidados são chamados a percorrer o mesmo caminho da fé, do amor e da paz, para a salvação.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas.